16 de nov de 2011

MAIS DIABETES


DIA MUNDIAL DO DIABETES


15 de nov de 2011

Rocinha e Vidigal

Em todos os meios de comunicação, não se falou em outra coisa a não ser a tomada do Morro da Rocinha e do Vidigal.
Agora, cá pra nós, muito oportuno essa ação, não?
Pan chegando, Copa 2014 e ultimamente a imagem do RJ não estava lá essas coisas não é mesmo?
Vai me dizer que a polícia já não poderia ter feto isso há tempos? Conversa pra boi dormir....e o povo cai igual patinho!!!!
Esse é o Brasil!!!!

VOLTANDO AOS POUCOS

Que blogar é bom eu sei, mas devido a vários fatores que ocorreram nesse período, acabei deixando o meu meio de lado, jogado as traças...

Confesso que eu sou uma pessoa que enjoa muito fácil da internet, gosto dessa ferramenta, mas vivo muito bem sem ela, obrigada!!!
Na realidade, eu sou muito de fases, e tudo que é demais na vida da gente, enjoa!!!

Estou tentando voltar aos poucos, a vontade de escrever está voltando, preciso achar tempo, meu dia é bem complicado, na maioria das vezes, ou seja, sempre!!!


Outras prioridades vem em primeiro plano!!!





Eu me rendo - by Danuza

Este texto da Danuza Leão eu li na Folha há alguns anos. Achei bárbaro.... e sempre releio!!!

Eu me rendo, por Danuza Leão.

Quantas mentiras nos contaram; foram tantas, que a gente bem cedo começa a acreditar e, ainda por cima, a se achar culpada por ser burra, incompetente e sem condições de fazer da vida uma sucessão de vitórias e felicidades.
Acontece em todas as famílias....é vero!

Uma das mentiras:
É a que nós, mulheres, podemos conciliar perfeitamente as funções de mãe, esposa, companheira e amante, e ainda por cima ter uma carreira profissional brilhante.
É muito simples: não podemos.
Sinto muito em informar, mas a Mulher Maravilha só existe nos quadrinhos...

Não podemos; quando você se dedica de corpo e alma a seu filho recém-nascido, que na hora certa de mamar dorme e que à noite, quando devia estar dormindo, chora com fome, não consegue estar bem sexy quando o marido chega, para cumprir um dos papéis considerados obrigatórios na trajetória de uma mulher moderna: a de amante.

Aliás, nem a de companheira; quem vai conseguir trocar uma idéia sobre a poluição da Baía de Guanabara se saiu do trabalho e passou no supermercado rapidinho para comprar uma massa e um molho já pronto para resolver o jantar, e ainda por cima está deprimida porque não teve tempo de fazer uma escova?
Mulheres são assim mesmo!!! Tentam se desdobrar em mil, mas nem sempre conseguem!!!

Mas as revistas femininas estão aí, querendo convencer as mulheres - e os maridos - de que um peixinho com ervas no forno com uma batatinha cozida al dente, acompanhado por uma salada e um vinhozinho branco é facílimo de fazer - sem esquecer as flores e as velas acesas, claro, e com isso o casamento continuar tendo aquele toque de glamour fun-da-men-tal para que dure por muitos e muitos anos.
Ah, quanta mentira!
Adoro ler, mas vamos ser sinceros? Isso é história pra inglês ver.... Tudo muito bonitinho, mas na real, essas "receitinhas milagrosas" não dá heim?
Adoro estar com o maridão, adoro "aquilo", mas a vida não é um conto de fadas...Acorda Alice!!!

Outra grande, diz respeito à mulher que trabalha; não a que faz de conta que trabalha, mas a que trabalha mesmo. No começo, ela até tenta se vestir no capricho, usar sapato de salto e estar sempre maquiada; mas cedo se vão as ilusões. Entre em qualquer local de trabalho pelas 4 da tarde e vai ver um bando de mulheres maltratadas,
com o cabelo horrendo, a cara lavada, e sem um pingo do glamour - aquele - das executivas da Madison.
Dizem que o trabalho enobrece, o que pode até ser verdade. Mas ele também envelhece, destrói e enruga a pele, e quando se percebe a guerra já está perdida.
Danuza, é duca!!!! Sempre!!!

Não adianta: uma mulher glamourosa e pronta a fazer todos os charmes - aqueles que enlouquecem os homens - precisa, fundamentalmente, de duas coisas: tempo e dinheiro.

Tempo para hidratar os cabelos, lembrar de tomar seus 37 radicais livres, tempo para ir à hidroginástica, para ter uma massagista tailandesa e um acupunturista que a relaxe; tempo para fazer musculação, alongamento, comprar uma sandália nova para o verão, fazer as unhas, depilação; e dinheiro para tudo isso e ainda para pagar uma excelente empregada - o que também custa dinheiro.
Cadê meus sais???? o.O

É muito interessante a imagem da mulher que depois do expediente vai ao toalete - um toalete cuja luz é insuportavelmente branca e fria, retoca a maquiagem, coloca os brincos, põe a meia preta que está na bolsa desde de manhã e vai, alegremente, para uma happy hour.
Aliás, se as empresas trocassem a iluminação de seus elevadores e de seus banheiros por lâmpadas âmbar, os índices de produtividade iriam ao infinito; não há auto-estima feminina que resista quando elas se olham nos espelhos desses recintos.

Felizes são as mulheres que têm cinco minutos - só cinco - para decidir a roupa que vão usar no trabalho; na luta contra o relógio o uniforme termina sendo preto ou bege, para que tudo combine sem que um só minuto seja perdido.

Mas tem as outras, com filhos já crescidos: essas, quando chegam em casa, têm que conversar com as crianças, perguntar como foi o dia na escola, procurar entender por que elas estão agressivas, por que o rendimento escolar está baixo.

E ainda tem as outras que, com ou sem filhos, ainda têm um namorado que apronta, e sem o qual elas acham que não conseguem viver . Segundo um conhecedor da alma humana, só existem três coisas sem as quais não se pode viver: ar, água e pão.

Convenhamos que é difícil ser uma mulher de verdade; impossível, eu diria.

Parabéns para quem consegue fingir tudo isso...

*Leka corre pro banho*

1 de jan de 2011

2011 começou bem.....

Não quero ser tachada como uma desmancha prazeres ou a chata, mas enquanto muitos se divertem com a "passagem de ano", outros sofrem...

E por incrível que pareça, a mídia no geral, não fala em outra coisa, a não ser mostrar como as "celebridades" passaram o "reveillon", a posse da nova presidente do Brasil....agora sobre assuntos que são de interesse geral, pelo menos, ao meu olhar crítico, nada foi divulgado....vejam vocês:

Forte terremoto atinge Santiago del Estero, Argentina
De acordo com dados recebidos da Rede Sismográfica Global (Iris-GSN), um terremoto de 7.0 graus de magnitude foi registrado em Santiago del Estero, na Argentina, as 07h56, pelo horário brasileiro (01/01/2011). O forte tremor ocorreu a 583 quilômetros de profundidade, abaixo das coordenadas 26.75S e 63.10W, indicadas pelo mapa abaixo. Ainda não há informações sobre vítimas.
Apesar da forte magnitude, a grande profundidade em que ocorreu a ruptura favorece a dissipação da energia antes de chegar à superfície.
Um terremoto de 7.0 graus de magnitude libera a mesma energia que 24 bombas atômicas similares a que destruiu Hiroshima em 1945, ou a explosão de 474330 toneladas de TNT.


Fonte: USGS

Assim como esse que ocorreu na data de hoje, ocorrem outros simlares semanalmente, porém nunca é relatado pela mídia, e sabem por que?
Porque não existe interesse em chamar a atenção para esse tipo de "desgraça", afinal de contas a mídia é a porta de entrada dos sonhos além do imaginável, ou seja, a realidade sempre é deixada de lado....cabe a cada um querer ou não engolir!!!!
Qualquer um de vocês, podem buscar a informação no portal da USGS, e seus links com todas as informações sobre outros acontecimentos como vulcões, tsunamis, terremotos e afins...entre pelo menos por curiosidade e você entenderá o que estou tentando dizer...
É, um Feliz Ano Novo para todos nós...amém!!!


3 de dez de 2010

Seu Tranca Rua


CHURRASCO DE RICO x CHURRASCO DE POBRE

TRAJE FEMININO DE RICO:
Calça de cor clara da Zara ou Lelis Blanc, ou um jeans Diesel pra não ter erro, bolsa Marc Jacobs ou Dior, um lenço Burberry no pescoço. Camisetinha básica branca da Club Chocolate ou Tommy Hilfiger. Óculos Chanel ou Dolce Gabbana, sandalinha rasteira da Lenny. Ela sempre chega sozinha, dirigindo o seu próprio carro, normalmente um Audi A3 ou Hyundai Vera Cruz.

DE POBRE:
Mini-saia curtíssima do Hipermercado EXTRA, blusinha da C&A estampada, tamanco de madeira de salto altíssimo ou tênis de R$ 19,50, óculos coloridos degradê do camelô é claro!!! piercing no umbigo (detalhe no ângulo de gordura da barriga), anel no dedo do pé e os pelos do corpo descoloridos com água oxigenada. Muitas usam biquíni por baixo, na esperança de tomar um banho de piscina.


TRAJE MASCULINO DE RICO:
Bermuda Hugo Boss ou Calvin Klein, camisa esporte Lacoste ou Brooksfield, óculos Armani, relógio Rolex e geralmente chegam acompanhados de uma bela mulher em sua Hilux ou Chayenne.

DE POBRE:
Chinelo Rider ou Havaiana, bermuda florida ou feita de uma calça jeans cortada no joelho desfiada, com a barriga aparecendo, camisa do Corinthians ou do Flamengo jogada nas costas (eles morrem de calor) e óculos de camelô na testa (suada). Chegam de Monza ou de carona com mais oito pessoas.


A COMIDA DE RICO:
Normalmente eles não comem, quando comem é um pouquinho de cada coisa. Arroz com brócolis ou açafrão, farofa com frutas secas, filé de cordeiro, picanha argentina, muzzarella de búfala. Sendo que cada coisa a seu tempo e pausadamente.

DE POBRE:
Vinagrete, farofa com muita cebola, maionese, muita asa de frango, lingüiça com pão de alho, costela e miolo de acém (que eles juram ser mais macio que picanha!).


A BEBIDA DE RICO:
Os homens, Chopp Brahma ou cerveja Heineken geladíssima. As mulheres, Schweppes Citrus, água Evian ou Coca-Cola Light.

DE POBRE:
Cerveja Itaipava ou Kaiser, geladas no tanque de lavar roupa cheio de gelo. Quem fica tonto mais rápido, bebe intercalando água da torneira. Muita caipirinha com Caninha da Roça, Baré Cola e Guaraná Sarandi.


PRATO DE RICO:
Normalmente beliscam uma picanha servida num enorme prato branco liso de porcelana, taças adequadas a cada tipo de bebida: água, chopp, refrigerante.

DE POBRE:
Os tradicionais pratinhos de alumínio ou papelão, eles ficam o tempo todo de olho na fila esperando diminuir. As bebidas são servidas em copinhos plásticos (reciclados) de 200 ml. (nunca compram na quantidade exata do número de convidados) acabam servindo naqueles copos de requeijão ou geléia para os convidados mais chegados: familiares, algum cabo da PM, Corpo de Bombeiros, Escrivão da Polícia, etc..(OS VIPS).


MÚSICA DE RICO:
Jack Johnson, Maria Rita, música instrumental, Lounge Music e Jazz. Podem contratar um grupo que toca chorinho, mas com músicos formados pela Escola de Música da UFRJ.

DE POBRE:
Aquele pagodão de pingar suor, Zeca Pagodinho, Jorge Aragão e Revelação. Só CD's piratas (4 por 10,00) mídia azul. Não pode faltar o de Samba Enredo do ano. O importante é tirar a galera do chão, depois de umas 2 horas de churrasco, todos já estão dançando, independente das idades ou credos. Também rola uma batucada improvisada com panelas, tampas ou qualquer objeto disponível que emita um som (cantam de Almir Guineto até Alcione). A mulherada tira a sandália, porque não estão acostumadas, e bota a poeira pra subir.


O CHURRASQUEIRO DO RICO:
Contratado de uma churrascaria famosa. Trabalha com um uniforme impecável e traz consigo toda equipe necessária para atender todos os convidados.

DE POBRE:
Amigo de um conhecido que adora fazer churrasco, e cada hora um fica um pouquinho pra revezar. Normalmente é um cara barrigudo que fica suando com uma toalhinha na mão (ele usa para enxugar o suor, limpar as mãos e o que mais precisar!). Adora ficar jogando cerveja na brasa para mostrar fartura!


O LOCAL DE RICO:
Área coberta, com piso de granito, tem mesinhas, ombrelones e bancos da Indonésia, num lindo jardim com piscina, mas ninguém se anima dar um mergulho, pois a mesma está decorada com um lindo arranjo de flores tropicais.

DE POBRE:
Normalmente na laje, com sol quente na cabeça ou chuva para acalmar o fogo (então é improvisada uma lona de caminhão como cobertura, mas só para proteger a churrasqueira). Cadeiras só para quem chegar mais cedo (esses cedem o lugar para as grávidas que sempre chegam atrasadas), os demais ficam em pé, esbarrando uns nos outros e pisando no seu pé, mas não tem problema porque a maioria tá descalço. Sem esquecer o tradicional banho de chuveiro, onde os bêbados começam com a brincadeira de querer molhar todo mundo.

O FINAL DE RICO:
Em no máximo 4 horas, cada pessoa sai em seu próprio carro. Mas saem em momentos diferentes, para que o dono do churrasco possa fazer os agradecimentos a cada um com atenção.

DE POBRE:
Dura no mínimo 8 horas e depois que todos já estão bêbados, o dono da casa diz que tem que trabalhar cedo no dia seguinte, mas o pessoal ainda quer fazer vaquinha para comprar mais uma caixa de cerveja. Quem não tem carro é de carona ou vai de buzão mesmo. (isso sem falar nos que passam mal, vomitam e precisam curar o porre, estabacados no sofá ou no tapete, antes de pensar em ir embora e naqueles parentes e amigos mais chegados que são intimados a 'dar uma maozinha' na faxina do recinto!). O pessoal que tem carro, liga o som bem alto (pagode claro!) e sai buzinando, sorrindo e gritando : 'Valeu maluco!' .


Tá rindo né...já vi que é pobre!!!!!! Rico graceja, meu bem....

03 de Dezembro - DIA DO DEFICIENTE FÍSICO

As pessoas que possuem alguma deficiência, são tão normais quanto qualquer um de nós que são considerados e chamados de "normais"

Mas o que é ser nomal?

Ser deficiente é uma condição, não uma limitação, um atestado de incapacidade como muitos pensam e rotulam...

Quem pode falar de si mesmo, sem apontar uma deficiência qualquer?

Somos todos diferentes, e todos sem exceção, temos alguma deficiência, dificilmente encontraremos alguém que seja 100%...

Essas pessoas, merecem nossos parabéns e as pessoas ainda tem muito o que aprender...

Com carinho,

Novos Ditados


Cada gato tem a Felícia que merece....

Como diria Nelson Rodrigues:
"Pouco amor não é amor"

Ih, acabou o papel......

20 de out de 2010

Morte ... que morte????


Nossa, quanto tempo....

Deixei meu blog jogado as moscas, depois que meu pai faleceu em janeiro, não tive mais vontade de blogar, meio que não via motivos para tal atividade, aliás, nenhuma outra atividade!!!

Morte... que morte?

Nós espíritas costumamos dizer que a morte não existe, visto como não passa de mudança de forma de vida. Mais a mais, todos sabem que é inevitável e que dela ninguém escapará. Até aí, tudo bem... mas quantos de nós não a temem?

Sabemos que somos espíritos imortais, estamos persuadidos, conforme preconiza Sócrates “a nos preocuparmos com nossa alma”. Todavia, muitos dentre nós não querem nem pensar na possibilidade da morte e, no entanto, dela não podemos fugir. Será que este assunto está agradando ou você, que me lê, prefere parar por aqui? Continue que no final você não se arrependerá.

Por que temê-la? Afinal, quem está na doutrina dos espíritos não está convencido que a vida continua e que existem inumeráveis meios de comunicação entre os que estão “no lado de lá” e os que estão “no lado de cá”?

Somos freqüentemente procurados no Centro Espírita por pessoas que não se conformam com a partida de entes queridos para a vida espiritual e invariavelmente querem receber mensagem psicografada, ou ainda, se possível vê-los materializados e com eles falar. Se sabemos que a morte não existe, que continuamos a ser nós mesmos no mundo espiritual, que os laços de afetividade não se dissolvem e que aqueles que têm afinidade comunicam-se pelo pensamento, podemos assegurar (àqueles que nos procuram) que não há empecilho nenhum para intercâmbio de idéias ou de afeto entre encarnados e desencarnados. Possivelmente, até com maior intensidade, uma vez que não existem os obstáculos matérias que muita vez nos distanciam. Vamos então “curtir” a possibilidade que o Criador nos deu de termos estado juntos aqui na Terra e saber que estamos juntos sempre que nos afinizarmos.

Provas as temos inúmeras, seja através dos sonhos, seja ao perceber uma leve presença, seja na manifestação visual de pessoas que já partiram para a espiritualidade, seja através das comunicações psicofônicas, ou ainda psicográficas. Importa não escravizarmos os que partiram e a eles não nos escravizarmos, porque a vida continua e novas experiências todos nós teremos, assim como o reencontro daqueles que se ligam pelos laços do amor ou do ódio é inevitável.

Já que dela não podemos fugir, que morte queremos?

“Pensa em termos de vida eterna. A morte é somente um veículo para a mudança de domicílio. Quando os tecidos físicos se gastam ou se rompem violentamente, libertam o Espírito eterno, que retorna à Pátria Espiritual. Tudo se transforma, o corpo se altera e se decompõe, indo vitalizar outras expressões materiais. Já o ser espiritual, que nela habita transitoriamente, deixa-o para assumir sua realidade estrutural. Vive, portanto, considerando que a morte pode chegar em qualquer momento, devendo te preparares para a viagem inevitável”!


O que mais dói é a idéia fixa de "não ver", não poder tocar ...
A realidade é uma só: por mais entendimento que se tenha da doutrina espírita, nunca estaremos preparados para uma perda irreparável como os pais, filhos e entes queridos, mas a vida continua....

Sua benção, meu amado pai...


27 de jan de 2010

Pai - Fábio Junior

Entre as portas do visível e do invísivel, há uma tênue barreira que
nos separa da eternidade, além da materialidade passageira das coisas,
fica o reino das coisas verdadeiras, que a gente carrega feito um
tesouro no coração.

Laços inquebráveis de um amor insuperável, ternuras profundas
de uma amizade real

Mãos que se selam como guardiãs em nossa caminhada,
espirítos de luz, iluminando nosso coração, fantasmas, familiares,
como força de proteção...

Ai a gente vê que o tempo não vale NADA, que o tempo é pó na estrada da evolução!!!


PAI

Pai!
Pode ser que daqui a algum tempo
Haja tempo prá gente ser mais
Muito mais que dois grandes amigos
Pai e filho talvez...

Pai!
Pode ser que daí você sinta
Qualquer coisa entre
Esses vinte ou trinta
Longos anos em busca de paz...

Pai!
Pode crer, eu tô bem
Eu vou indo
Tô tentando, vivendo e pedindo
Com loucura prá você renascer...

Pai!
Eu não faço questão de ser tudo
Só não quero e não vou ficar mudo
Prá falar de amor
Prá você...

Pai!
Senta aqui que o jantar tá na mesa
Fala um pouco tua voz tá tão presa
Nos ensine esse jogo da vida
Onde a vida só paga prá ver...

Pai!
Me perdoa essa insegurança
Que eu não sou mais
Aquela criança
Que um dia morrendo de medo
Nos teus braços você fez segredo
Nos teus passos você foi mais eu...

Pai!
Eu cresci e não houve outro jeito
Quero só recostar no teu peito
Prá pedir prá você ir lá em casa
E brincar de vovô com meu filho
No tapete da sala de estar
Ah! Ah! Ah!...

Pai!
Você foi meu herói meu bandido
Hoje é mais
Muito mais que um amigo
Nem você nem ninguém tá sozinho
Você faz parte desse caminho
Que hoje eu sigo em paz
Pai! Paz!...

PRECE PARA MEU PAI


Deus, todo poderoso, que vossa misericórdia se estenda sobre a alma de meu pai que acabais de chamar para vós. Possam ser contadas em seu favor as provas porque passou na Terra, e as nossas preces abrandar e abreviar as penas que ainda tenha de sofrer como Espírito.
Vós bons espíritos que viestes receber essa criatura, e vós, sobretudo, que sois o seu anjo de guarda, assisti-o, ajudando-o a se despojar da matéria. Dai-lhe a luz necessária e a consciência de si mesmo, a fim de se livrar da pertubação que acompanha a passagem da vida corporal para a vida espiritual.
Inspirai-lhe o arrependimento de suas faltas e o desejo de repará-las, para apressar o seu progresso rumo à eterna bem aventurança.
A ti, amado Pai, que acabas de entrar no mundo dos espirítos, quero dizer que,, aqui te encontras entre nós, e nos vês e nos ouve, pois apenas deixaste o corpo perecível, que logo será reduzido a poeria.
Deixaste o envoltório grosseiro, sujeito ás vicissitudes e a morte, e conservaste apenas o envoltório etéreo, imperecível e inacessível aos sofrimentos materiais.
Se não vives mais pelo corpo, vives entretanto pelo Espirito, e essa vida espiritual está insenta das misérias que afligem a Humanidade. Não tens mais sobre os olhos o véu que nos oculta os esplendores da vida futura.
Podes agora contemplar novas maravilhas, enquanto nós continuamos mergulhados nas trevas!!! Vais percorrer o espaço e visitar os mundos, em plena liberdade, enquanto nós rastejamos penosamente na Terra, presos ao nosso corpo material, semelhante a um pesado fardo.
Os horizontes do infinito se desvenderão diante de ti e ao ver tanta grandeza, compreenderás a vaidade das ambições terrenas, das nossas aspirações mundanas e das alegrias fúteis a que os homens se entregam...
A morte, para os homnens, é apenas uma separação momentânea, no plano material. Do exílio em que ainda nos mantém a vontade de Deus, e os deveres que ainda temos de cumprir neste mundo, nós te seguiremos pelo pensamento, até o momento em que nos seja permitido juntar-nos novamente contigo, como agora te reúnes aos que te precederam.
Não podemos ir ao teu encalço, mas podes vir até nós...
Vem, atender os que te amam e que também amaste.
Ampara-os nas provas da vida, vela pelos que te são caros, protege-os segundo as tuas possibilidades, suaviza-lhes as amarguras da saudade, sugerindo-lhes o pensamento de que agora estás mais feliz e tranquilo, e a consoladora certeza de que um dia estarão todos reunidos num mundo melhor.
No mundo em que estás, todos os ressentimentos terrenos devem extinguir-se.
Que possa, para a tua felicidade futura, permanecer agora inacessível a eles!
Perdoa, a todos os que possam ter cometido faltas para contigo, Pai, como aqueles para os quais erraste também...
Que a luz do Criador, ilumine a sua nova trajetória, dando-lhe condições, para que possa ajudar aos que precisam de auxílio,

Que assim seja, para todo o sempre

Amém

23 de ago de 2009

Ovelha na veiaaaaaaaaaaaaaaaa....rs

Gente, hoje acordei com essa música do saudoso Ovelha na cabeça!!!
Pensa, na cena!!!!!
kkkkkk
kkkkkkkk

Canta comigo????


31 de jul de 2009

A Dor Por Gibran Khalil Gibran (livro "O profeta")


Uma mulher disse:

"Fala-nos da Dor.

"E ele respondeu:

"Vossa dor é o quebrar da concha que encerra vossa compreensão.

Como a semente da fruta deve se quebrar para que seu coração apareça ante o sol, assim também deveis conhecer a dor.
Se vossos corações pudessem se manter sempre maravilhados com o milagre diário de vossas vidas, vossa dor não vos pareceria menos maravilhosa que vossa alegria;

E aceitaríeis as estações de vosso coração, como sempre aceitastes as estações que passam sobre vossos campos.

E esperaríeis com serenidade durante os invernos de vossa aflição.
Muitas de vossas dores vós mesmos as escolhestes.

É o remédio mais amargo com o qual vosso médico interior cura o vosso Eu doente.

Portanto, confiai no médico, e bebei seu remédio em silêncio e tranqüilidade.

Porque sua mão, embora pesada e dura, é guiada pela suave mão do Invisível.

E a taça que ele vos dá, embora queime vossos lábios, foi fabricada com o barro que o Oleiro umedeceu com Suas lágrimas sagradas."

28 de jul de 2009

Ciclos


Quando quero e nada vem, eu espero.


Quando espero e tudo vem, eu desfruto.


Quando desfruto e tudo passa,eu me calo.


Quando calo, começo a querer novamente...


Há momentos nα vidα em que nαdα te fαz feliz, nαdα te sαtisfαz; só queres gritαr, pulαr, botαr prα forα todα essα rαivα que se αcumulα no teu peito há tαnto tempo.

Há momentos em que nαdα te entristece, tudo é αlegriα; sorrisos, olhαres e αbrαços trαnsbordαm α sensαção de que cαdα diα é um diα α mαis prα viver.

Ás vezes todos esses sentimentos estão tão misturαdos que é impossível definir o que se sente, rotulαr o que lutαmos prα entender.

Somos humanos!!!!

Felicidade....


A felicidαde não tem preço, nem tem medidα, não pode ser comprαdα, não se emprestα, não se tomα emprestαdα, não resiste α cálculos, porque não é material, nos pαdrões mαteriais do nosso mundo.

Só pode ser legítimα.

Felicidαde fαlsα não é felicidαde, é ilusão, mαs se eu soubesse fαzer contαs nα medidα do bem, diriα que α felicidαde pode ter tαmαnho, pode ser grαnde, pequenα, cαbendo nαs conchαs dα mão, ou ser do tαmαnho do mundo.

Felicidαde é sαbedoriα, esperαnçα, vontαde de ir, vontαde de ficαr, presente, pαssαdo, futuro. Felicidαde é confiαnçα: fé e crençα, trαbαlho e αção.

Não se pode ter pressα de ser feliz, porque α felicidαde vem devαgαrzinho, como quem não quer nαdα.

Ser feliz não depende de dinheiro, não depende de sαúde, nem de poder.

Felicidαde não é fruto dα ostentαção, nem do luxo.

Felicidαde é desprendimento, não é αmbição e só é feliz quem sαbe suportαr, perder, sofrer e perdoαr, só é feliz quem sαbe, sobretudo, αmαr !!!

15 de jul de 2009

Tocando em frente

Ando devagar porque já tive pressa
Levo esse sorriso porque já chorei demais
Hoje me sinto mais forte, mais feliz quem sabe
Só levo a certeza de que muito pouco eu sei
Eu nada sei
Conhecer as manhas e as manhãs,
O sabor das massas e das maçãs,
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir
Penso que cumprir a vida seja simplesmente
Compreender a marcha e ir tocando em frente
Como um velho boiadeiro levando a boiada
Eu vou tocando os dias pela longa estrada eu vou
Estrada eu sou
Conhecer as manhas e as manhãs,
O sabor das massas e das maçãs,
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir
Todo mundo ama um dia.
Todo mundo chora
Um dia a gente chegar no outro vai embora
Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si carrega o dom de ser capaz
De ser feliz
Conhecer as manhas e as manhãs
O sabor das massas e das maçãs
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir
Ando devagar porque já tive
E levo esse sorriso porque já chorei
Cada um de nós compõe a sua história,
Cada ser em si carrega o dom de ser capaz
De ser feliz

14 de jul de 2009

Inaugurando BLOG - COZINHANDO COM LEKA!!!!!!!

Hahahahhahahha

É isso mesmo, vou partilhar as minhas deliciosas receitinhas!!!!!!

Acesse, copie e mãos na massa, mulherada!!!!!!!

http://receitasdaleka.blogspot.com/

Qualquer coisa, é só gritarrrrrrrrrrrrrrrrrrr


*Leka sai correndo com a colher de pau na mão*

Eu me rendo...rs


Quantas mentiras nos contaram; foram tantas, que a gente bem cedo começa a acreditar e, ainda por cima, a se achar culpada por ser burra, incompetente e sem condições de fazer da vida uma sucessão de vitórias e felicidades.

Uma das mentiras: É a que nós, mulheres, podemos conciliar perfeitamente as funções de mãe, esposa, companheira e amante, e ainda por cima ter uma carreira profissional brilhante.

É muito simples: não podemos.

Não podemos; quando você se dedica de corpo e alma a seu filho recém-nascido, que na hora certa de mamar dorme e que à noite, quando devia estar dormindo, chora com fome, não consegue estar bem sexy quando o marido chega, para cumprir um dos papéis considerados obrigatórios na trajetória de uma mulher moderna: a de amante.

Aliás, nem a de companheira; quem vai conseguir trocar uma idéia sobre a poluição da Baía de Guanabara se saiu do trabalho e passou no supermercado rapidinho para comprar uma massa e um molho já pronto para resolver o jantar, e ainda por cima está deprimida porque não teve tempo de fazer uma escova?

Mas as revistas femininas estão aí, querendo convencer as mulheres - e os maridos - de que um peixinho com ervas no forno com uma batatinha cozida al dente, acompanhado por uma salada e um vinhozinho branco é facílimo de fazer - sem esquecer as flores e as velas acesas, claro, e com isso o casamento continuar tendo aquele toque de glamour fun-da-men-tal para que dure por muitos e muitos anos.

Ah, quanta mentira!!!

Outra grande, diz respeito à mulher que trabalha; não a que faz de conta que trabalha, mas a que trabalha mesmo. No começo, ela até tenta se vestir no capricho, usar sapato de salto e estar sempre maquiada; mas cedo se vão as ilusões.

Entre em qualquer local de trabalho pelas 4 da tarde e vai ver um bando de mulheres maltratadas, com o cabelo horrendo, a cara lavada, e sem um pingo do glamour - aquele - das executivas da Madison.

Dizem que o trabalho enobrece, o que pode até ser verdade, porém ele também envelhece, destrói e enruga a pele, e quando se percebe a guerra já está perdida.

Não adianta: uma mulher glamourosa e pronta a fazer todos os charmes - aqueles que enlouquecem os homens - precisa, fundamentalmente, de duas coisas: tempo e dinheiro.

Tempo para hidratar os cabelos, lembrar de tomar seus 37 radicais livres, tempo para ir à hidroginástica, para ter uma massagista tailandesa e um acupunturista que a relaxe; tempo para fazer musculação, alongamento, comprar uma sandália nova para o verão, fazer as unhas, depilação; e dinheiro para tudo isso e ainda para pagar uma excelente empregada - o que também custa dinheiro.

É muito interessante a imagem da mulher que depois do expediente vai ao toalete - um toalete cuja luz é insuportavelmente branca e fria, retoca a maquiagem, coloca os brincos, põe a meia preta que está na bolsa desde de manhã e vai, alegremente, para uma happy hour.

Aliás, se as empresas trocassem a iluminação de seus elevadores e de seus banheiros por lâmpadas âmbar, os índices de produtividade iriam ao infinito; não há auto-estima feminina que resista quando elas se olham nos espelhos desses recintos.

Felizes são as mulheres que têm cinco minutos - só cinco - para decidir a roupa que vão usar no trabalho; na luta contra o relógio o uniforme termina sendo preto ou bege, para que tudo combine sem que um só minuto seja perdido.

Mas tem as outras, com filhos já crescidos: essas, quando chegam em casa, têm que conversar com as crianças, perguntar como foi o dia na escola, procurar entender por que elas estão agressivas, por que o rendimento escolar está baixo.

E ainda tem as outras que, com ou sem filhos, ainda têm um namorado que apronta, e sem o qual elas acham que não conseguem viver.

Segundo um conhecedor da alma humana, só existem três coisas sem as quais não se pode viver: ar, água e pão.

Convenhamos que é difícil ser uma mulher de verdade; impossível, eu diria.

Parabéns para quem consegue fingir tudo isso...

O Jogo do desejo....hihihihi



Da próxima vez que você for a uma festa dessas de solteiras e solteiros, no lugar de conversar, beber, dançar, preste atenção nas pessoas: você vai se divertir muito!!!
No início, as mulheres cruzam a sala de um lado para o outro, se exibindo, enquanto os homens se juntam num canto para fazer uma avaliação geral, tipo "que gostosa", "a loura é um tesão", olha as pernas da morena" entre tantas outras coisas.
Um uisquinho aqui, um vinhozinho ali, vai todo mundo se descontraindo; dançam, paqueram, e a noite vai passando.
Mas tem sempre pelo menos um homem que não entra nesse jogo - o dele é outro, diferente. Ele fica num canto, geralmente sozinho, olhando, observando.
Não está interessado em fazer a social; está, objetivamente, vendo qual das mulheres desperta o seu desejo, e sua filosofia é a mesma dos homens da Idade da Pedra, que arrastavam as mulheres pelos cabelos até a caverna.
Quase todo homem gosta de mulher, mas alguns gostam mais - acima de todas as coisas, eu diria.
Esses não perdem tempo com blablablá; o objetivo deles é simples, direto, e, quando encontram a mulher certa, é quase como se estivesse escrito em sua testa: Nada me interessa, só você" (jisuis me abana).
Pode estar ali o presidente do Banco Central, o dono da empreiteira mais poderosa, o político mais famoso, que ele não se desvia, por um minuto sequer, do seu alvo principal e único.
A isso poucas mulheres resistem, porque o que uma mulher quer, mais do que tudo, é um homem que a deseje completamente e além de qualquer coisa, pode acreditar!!!!
Ah, que sensação encontrar um homem assim, ou melhor dizendo, que tesão!!!!
Esse tipo não tem muitos amigos e raramente conversa com outros homens, muito menos sobre mulher: ele age - e sempre com grande competência.
É tão firme no que quer, seu olhar é tão intenso que, se você é o alvo desse olhar, percebe, mesmo estando do outro lado da sala - e daí em diante a partida está praticamente definida.
É o jogo homem/mulher, o mais antigo, elementar, primário e fascinante do mundo e, quando ele acontece, não interessa o tamanho do sobrenome ou da conta no banco. Quando essas duas pessoas se olham, elas se reconhecem e se entendem.
São poucos os homens que sabem que conquistar é simples; não é preciso belas palavras nem flores, nem declarações de amor, nem promessas de futuro.
Basta apenas desejar muito, pois essa é a maior homenagem que uma mulher pode receber de um homem.
E um conselho para eles e elas: esperem o dia em que esse desejo chegar de verdade, violento e forte como devem ser os desejos - seja para tomar um copo de água, comer um churrasco, seja para viver uma paixão.
Quando vem inteiro e intenso, ele costuma se realizar e, mesmo que não se transforme numa relação, será uma lembrança inesquecível. Porque essa é a força da vida, e a ela ninguém resiste.
Acredite....

E S P E R A *-*


Você já reparou que os homens nunca esperam pelas mulheres?

Não adianta: nós é que vivemos esperando, a começar pelos filhos, o que leva nove meses.

É raro uma mulher, cuja profissão a obriga a trabalhar até tarde, ter um homem aguardando por ela em casa lendo um livro, com paciência e bom humor. Você conhece algum que pergunta se está cansada e se oferece para fazer um chazinho?

Eu, não. Estamos tão acostumadas a ser cobradas por qualquer atraso que cinco minutos antes da hora já estamos prontinhas - tudo para eles não reclamarem.

Só nos atrasamos - e por justíssima causa - em dia de festa, quando queremos arrasar.

Dá trabalho - ah, isso dá, mas vale a pena.

Costumamos correr do emprego para o supermercado, comprando o queijinho de que eles mais gostam e ainda tentando chegar em casa antes deles, e, quando não conseguimos, encontramos um homem de mau humor.

Eu não conheço nada pior; e você

Eles não têm paciência porque não foram educados para isso.

Os homens, como todo mundo sabe, chegam em casa querendo nos encontrar bonitinhas, lindinhas, e sem reclamar jamais.

O suflê murchou? Ora, faz-se outro

Mas você, que é uma mulher moderna, acredita que os direitos são iguais e que pode fazer tudo que ele faz. Afinal, se ele chega e conta todos os aborrecimentos que teve durante o dia com o chefe, com o celular que quebrou etc. etc., nós também podemos.

Experimente contar seus problemas com a faxineira que queimou a roupa na hora de passar, do homem que vinha consertar a máquina de lavar e não veio, e em duas semanas vai estar sem marido - e não diga que eu não avisei.

É interessante essa coisa dos direitos; o universo espera, sempre, um comportamento diferente das mulheres. Afinal, nós somos mais fortes, mais inteligentes, mais doces, mais ternas, mais capazes de lidar com situações difíceis (somos mesmo), e faz parte da natureza feminina ter paciência, dar colo, compreensão, e esperar - quem não sabe disso?

Mulher é assim: se um dia, depois de uma briga, ele telefona dizendo que precisam conversar, ela só pensa em uma coisa, na roupa que vai usar. E sai desatinada, na hora do almoço, para fazer uma escova rápida, as unhas das mãos e dos pés e uma depilação básica.

Aí, começa a espera; se marcaram para as 9, às 8h30 ela já está com o coração disparado; às 9h15 já tirou o telefone do gancho umas 18 vezes para saber se está funcionando, e começa a achar que ele não vem.

Afinal, quem ama não se atrasa. Às 9h30, já prestes a cortar os pulsos, jura - ju-ra - que se o interfone tocar não vai atender. Mas, quando toca, ela sai correndo, se arriscando a quebrar a perna no caminho.

Pensando bem, não há nada melhor no mundo do que esperar pelo homem amado.

Num período de 12 horas, somos capazes de passar por todo tipo de emoção: alegria, expectativa, angústia, raiva e ódio, até atingir a felicidade total, quando ele chega. Essas emoções só nós conhecemos, e cá entre nós: eles não sabem o que estão perdendo, coitadinhos!!!

13 de jul de 2009

C O R A G E M

"Você se acha uma pessoa corajosa? A resposta provavelmente vai ser "mais ou menos", até porque se pode ser corajoso para umas coisas e covarde para outras.
Os homens costumam ser mais que as mulheres; eles não têm medo de trovoada, são capazes de matar uma barata na maior tranquilidade e se aparecer uma cobra sabem exatamente que atitude tomar. Mulher não faz nada disso, mas em compensação faz coisas de que raros homens são capazes.
Você já ouviu falar de algum que seja capaz de dizer a uma mulher que a relação acabou, que não quer mais? Aquele "tudo acabado entre nós já não há mais nada" é coisa que só mulher faz; não com prazer, mas faz.
Os homens - todos -, se pudessem, apertariam um botão para a mulher sumir e assim não terem aquela conversa penosa; não aquela para discutir a relação, mas para botar um ponto final e definitivo. Não há um, um só, que cumpra esse ritual de maneira mais ou menos decente; se puderem, eles viajam, disfarçam, mentem e até fingem um infarto, para não precisarem falar.Eles não suportam essas conversas, e se a mulher chorar, aí então a coisa pega.
Já se foi o tempo em que as lágrimas de uma mulher comoviam os homens. Ainda sobre a coragem: você para no sinal em seu carro fechado, com ar-condicionado, ouvindo um belo som; um menino vem pedir um troco ou tenta te vender um drops, você diz não.
Por acaso já reparou que diz não sem olhar nos olhos dele? Algum dia se deu conta disso ou muda de assunto mentalmente com a maior rapidez e começa a pensar em outra coisa?
Não é assim mesmo que acontece?
Mas se tiver coragem, olhe nos olhos do próximo menino, dando ou não o dinheiro que ele está pedindo. Tenha a coragem de olhar - só isso - e talvez, a partir daí, sua vida mude.
Ah, a coragem; a coragem de reconhecer que, grande parte das coisas que te acontecem, você é que foi buscar.
Está sozinho? Será que a culpa é dos outros, que não conseguiram enxergar todas suas fantásticas qualidades?
O trabalho vai mal? Mas será que você se esforçou o suficiente, vestiu a camisa da empresa em que trabalha, ou só foi levando, e não fica nem bem tocar nesse assunto?
E a mediocridade de sua relação, digamos assim, é culpa só do outro? Será?
Tenha coragem e pense: você tem tido um comportamento correto em sua vida pessoal, com todos os que te cercam?
Mudar de assunto não vale: é para pensar, e se for preciso, sofrer e se arrepender. Aliás, se arrepender só, não: ter a firme intenção de procurar ser um pouco melhor.
Os anos vão passando e cada um vai escrevendo sua biografia, pensando e agindo do jeito que quer. Pense que, cada ato que pratica, poderá ser, cedo ou tarde, conhecido por seus amigos, seus filhos, seus companheiros de trabalho.
É preciso ser correto o tempo todo - pensar corretamente, agir corretamente; só assim se pode ter coragem, a verdadeira, que raros têm. A coragem de chegar diante do espelho e se olhar nos olhos; se olhar e pensar em alguns momentos de sua vida, momentos em que foi menos leal do que deveria ter sido, menos sincera do que teria a obrigação de ser, mais interesseira do que o aceitável.
Pensar em tudo isso e até em outras coisas, aquelas que prefere nem lembrar.
Vamos, coragem: deve ter um espelho aí perto.
Mas seria um pouco ridículo, se levantar de onde está para ir se olhar nos olhos; talvez seja melhor deixar para fazer isso em casa, antes de dormir, com mais calma. Claro..."

O que é isso????

Já pensou em acordar em um domingão de manhã, ir calmamente à varanda para conferir o tempo e se deparar com um caça passando a poucos metros de onde você se encontra?
Pois foi o que aconteceu em um condomínio em Detroit.
Durante uma apresentação da Marinha americana, o F18 fez um voo rasante
que deixou moradores com o cabelo em pé!
"Não pude acreditar o quão baixo ele voava e o quão perto ele passou do meu apartamento. Tenho certeza de que o piloto acenou para mim", disse um morador.
(Fernando Moreira)

Amizade

Você já parou para pensar sobre o que é a verdadeira amizade?

A palavra amigo é usada de maneira muito ampla pela maioria de nós.

Apresentamos como amigos os colegas de escola ou de faculdade; os colegas de trabalho, os amigos que conosco praticam esporte, ou aqueles com quem nos relacionamos em várias atividades.

E é bom que assim seja, pois ao chamarmos de amigos, de alguma forma os aceitamos, e passamos a tentar conviver bem com eles.

Mas será que esses são os nossos verdadeiros amigos?

Será que nós somos os verdadeiros amigos dessas pessoas?

Nossos verdadeiros amigos têm uma real conexão conosco.

São aqueles que realmente gostam de nós e de quem nós gostamos verdadeiramente.

O verdadeiro amigo nos aceita como somos, mas não deixa de nos dar conselhos para que mudemos, sempre para melhor.

E nós aceitamos esses conselhos porque sabemos que vêm de quem se importa conosco.

O verdadeiro amigo se alegra com nossas alegrias, com nossos sucessos, e torce pela realização de nossos sonhos.

O verdadeiro amigo preocupa-se quando estamos tristes e, frente a situações difíceis para nós, está sempre disposto a ajudar.

O verdadeiro amigo não precisa estar presente em vidas todos os dias, mas sabemos que está ao nosso alcance quando sentirmos saudades, quando quisermos saber se ele está bem, ou quando precisarmos dele.

Distâncias não encerram amizades sólidas, em uma época onde a comunicação é tão fácil. Mas, mesmo sem um contato constante, o sentimento de afeto não se abala.

É do livro O pequeno príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry, a famosa frase: Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.

Se cativamos um amigo, então somos responsáveis por essa amizade.

Devemos saber retribuir as atenções e o carinho recebidos, com a mesma dedicação.

Afinal, a real amizade é como uma estrada de duas mãos: nos dois sentidos os sentimentos são semelhantes.

Com o verdadeiro amigo temos a chance de praticar o real amor para com o próximo, ainda tão difícil de praticar com todos, como Jesus recomendou.

Temos a chance de praticar o perdão, pois nosso caro amigo tem o direito de errar como qualquer ser humano o tem.

E, se errar conosco, que o perdoemos, pois amanhã talvez sejamos nós a pedir perdão.

Jesus e Seus apóstolos formaram um grupo de dedicados amigos.

Muitos deles, sem se conhecerem previamente, desenvolveram, naqueles curtos três anos da pregação do Mestre, uma amizade que duraria até o fim de suas vidas.

Quando, após a morte de Jesus, se viram aparentemente sozinhos, ajudaram-se mutuamente, deram forças uns aos outros para a dura missão que teriam pela frente.

Amigos são verdadeiros presentes que Deus nos dá.

Muitas vezes são antigos companheiros de jornada que reencontramos, para que continuemos juntos, nos apoiando nesta nova caminhada.

Costuma-se dizer que ninguém pode escolher a família em que nasce. Mas é possível selecionar os amigos, que são como a extensão da vida

A amizade, um dos sentimentos mais nobres que existem, nasce de forma espontânea, pura, e vai se desenvolvendo até chegar à maturidade.

Caracteriza-se por uma afinidade muito grande com alguém, baseada no amor, no carinho, na ternura, no respeito, na compreensão, na troca e na ajuda.

É um sentimento muito sincero, que não depende da idade, de dinheiro e da posição social.

O amigo é um dom precioso. A própria Bíblia diz que "quem encontrou um amigo encontrou um tesouro".

A amizade é um sentimento limpo, verdadeiro e profundo. Leva a pessoa ao apoio e ao incentivo, quando as coisas estão bem.

E à correção, com muito jeito e carinho, quando estão erradas.

Amigo é aquele que está sempre presente, que adivinha o pensamento do outro, sem melindrá-lo; que é sincero e faz da amizade um ponto positivo na vida.

No relacionamento diário, entra-se em contato com muitas pessoas.

Mas o amigo torna-se alguém diferente, especial e único.

E visto com outros olhos - uma pessoa por quem a gente torce, vibra e sofre.

Está presente nos bons e nos maus momentos; é amado e tratado com muita sinceridade. Além da afinidade, a amizade sólida baseia-se no convívio, na compreensão e na manifestação desses sentimentos profundos.Por essa razão, é um processo. Não nasce pronta.

A relação deve ser construída e trabalhada dia a dia, por ambas as partes, porque exige reciprocidade. É como cultivar uma planta que, se não for regada com freqüência, morre. A amizade, quando não cultivada, desfalece, esfria e acaba. Quem gosta de outra pessoa não deve ter orgulho.

Quando se é amigo, releva-se os defeitos e até o gênio difícil e a impaciência do outro.

A compreensão é uma característica da amizade. Os sentimentos são livres e descontraídos, expressos sem cobranças.

Numa grande amizade, as pessoas são fiéis. Ao amigo se fazem confidências, que, às vezes, não foram feitas a ninguém.

Há uma entrega do que se é, pois não há traição nem mesquinharias. O amigo sempre está pronto para tudo e se pode contar com ele em qualquer momento ou situação de vida.

Mais que um irmão, o amigo é a oportunidade que Deus dá a cada um para encontrar sua metade. Com ele, a pessoa pode se revelar verdadeiramente: dizer não, sem medo de ferir; sim, sem medo de bajular; e as verdades, sem medo de ofender.

Isso porque se acredita na amizade, por ela ser isenta de paixão. Num relacionamento assim, não existe inveja, orgulho, rancor ou grandes mágoas.

A verdadeira amizade é eterna, como o amor.

Com o amigo, inexiste a censura e o medo de ser por ele conhecido a fundo.

Nesse relacionamento, tudo vem à tona: as fraquezas, os limites, os defeitos mas também as grandezas de alma e os aspectos positivos.

Tudo é aceite, partilhado e vivenciado para o crescimento de ambos. A amizade é uma ligação espiritual, que deixa a impressão de que sempre se conheceu o amigo. Isso ocorre porque ele preenche a outra metade da pessoa. Da mesma forma que se encontra o amor, encontra-se também o amigo.

Trata-se de uma preferência de identificação, de carinho, de ternura e de vontades. Atualmente, existem poucas pessoas que têm amigos e se fazem amigas. Há, também, as que vivem no seu próprio mundo, em que ninguém entra. Outras, por timidez, insegurança ou desconfiança, temem se arriscar, privando-se de uma das melhores coisas que Deus criou. Aqueles que são profundamente infelizes com certeza não conseguiram experimentar a alegria de uma verdadeira amizade.

Não se abriram para o outro e morrerão sufocados pelo seu egoísmo. A infelicidade existente no mundo resulta da incapacidade de as pessoas criarem vínculos de amizade e confiarem nas outras. Elas pensam só em si mesmas, revelando um egoísmo exacerbado.

Não se dão ao trabalho de tentar construir uma amizade. Não se arriscam. Preferem ficar sozinhas.

Há uma carência de sentimentos positivos relacionados às outras pessoas. Porque é tão difícil alguém encontrar o lado positivo do outro? Quando os homens descobrirem o valor da amizade, a vida se tornará melhor, porque vale a pena sentir a felicidade de contar incondicionalmente com alguém.
Não busquemos quantidade, mas, sim, a qualidade, certos de que a verdadeira amizade deve ser cultivada e cuidada como algo de real valor em nossa vida, algo que não nos pode ser tirado, e que levaremos conosco eternamente.

Aos poucos e raros amigos que tenho, recebam o meu mais sincero 'obrigado'


Que o Criador nos abençoe hoje e sempre...

Que saudade dessa época..... =/

Infelizmente nada é como antigamente....que saudades daquela época em que a professora
era respeitada, ensinava com total dedicação e carinho aos seus alunos!!!
É o final dos tempos =/

10 de jul de 2009

Wherever You Will Go

So lately, been wondering
Who will be there to take my place
When I'm gone you'll need love to light the shadows on your face
If a great wave shall fall and fall upon us all
Then between the sand and stone, could you make it on your ownIf
I could, then I would
I'll go wherever you will go
Way up high or down low,

So lately, been wondering

Who will be there to take my place

When I'm gone you'll need love to light the shadows on your face

If a great wave shall fall and fall upon us all

Then between the sand and stone, could you make it on your own

If I could, then I would

I'll go wherever you will go

Way up high or down low,

I'll go wherever you will go

Run away with my heart

Run away with my hope

Run away with my love

I know now, just quite how

My life and love might still go onIn your heart and your mind,

I'll stay with you for all of time

If I could, then I would

I'll go wherever you will go

Way up high or down low

I'll go wherever you will go

Me bateu uma saudade....

Agora há pouco, navegando pela internet, me deparei com um belo texto do Sr. Lemos Britto, importante figura no âmbito nacional, que tive o prazer de trabalhar e aprender muito também!!!


"QUE SAUDADES DO TEMPO EM QUE O BRASIL ERA POBRE!

Naquela época, era possível ir dormir à noite e deixar a porta da casa aberta, não havia assaltos às residências, mesmo na cidade de São Paulo.
Naquela época, as crianças podiam brincar nas ruas durante e mesmo à noite, as famílias se reuniam para conversar nas calçadas até altas horas, organizavam festas fraternas na comunidade, regadas com alegria e respeito humano, as pessoas saiam para trabalhar de manhã sabendo que voltariam pra casa no final do expediente, não havia o medo estampado nos olhares, o pânico, o risco iminente espreitando nas esquinas.

Naquela época, também não havia o crime organizado, o tráfico de drogas, os seqüestros, os atos de violência perversa contra a pessoa, os crimes de pedofilia, os jovens não se entrincheiravam em gangues pelas ruas, não havia “balas perdidas” ceifando a vida de crianças e inocentes.
Naquele tempo, o Brasil era reconhecidamente um país pobre, mas havia muito mais paz e fraternidade nas relações humanas, maior tolerância às diferenças sociais, étnicas, políticas, .....
Naturalmente, eu gostaria que o Brasil que era pobre fosse rico, mas também gostaria que a sociedade brasileira de hoje fosse bem mais parecida com a de ontem."

Esse texto nos remete a uma profunda reflexão, um certo saudosismo também...

Hoje somos reféns, nem dentro de nossas próprias residências temos segurança, os bandidos estão livres e nós presos, como um passarinho em sua gaiola...

Os valores hoje em dia estão todos, sim todos, invertidos!!!

E a custa de que????

Pais matando filhos e vice-versa, as pessoas casando e descasando como quem troca uma peça de roupa, abusos de todo tipo (moral, sexual, físico entre tantos outros)...

Ás vezes me pego pensando sobre essas coisas e me pergunto: será o final dos tempos???

Hoje aos meus 37 anos, não me lembro de nunca ter levantando a voz sequer para os meus pais, minha mãe só pelo olhar, já sabíamos que vinha 'bronca', sempre pedi a benção deles antes de me deitar...está tudo errado hoje!!!!

E isso me deixa angustiada demais!!!

Se eu fosse solteira, hoje me arriscaria a colocar um filho no mundo? De jeito nenhum!!!

Os filhos são 'nossos' até certa idade, depois eles crescem e tomam seus rumos, vão viver suas vidas, criar suas famílias....assim como eu escolhi o caminho que iria trilhar


Ah, seu eu pudesse voltar no tempo....tanta coisa boa que hoje já não existe mais, infelizmente!!!!